04 outubro 2012

a letra que vem a seguir ao A saltou do teclado

há pessoas decentes no mundo, ou então, são completamente sem noção, a verdade é que hoje quando me pus à entrada para a rotunda, de cartaz indicativo na mão e polegar estendido no típico gesto, passou-me de tudo à frente, desde homens peludos e malcheirosos em carripanas a cair de podre e cheias de pó que às oito da manhã de certo já tinham tomado uma cervejinha pr'aquecer, a homens engravatados, sozinhos num carro de mil dinheiros, a ignorarem agudamente o meu pedido, a casais de cara fechada a esperar que o amuo da manhã passasse com o tempo, a pais num monovolume com os três lugares atrás ocupados por putos remelentos - a eterna dúvida: remela ou ramela?, a tias em jipes cromados com óculos de sol maior que a cara,
foi uma dessas que parou, olhou para mim intrigada e divertida ao mesmo tempo, disse-me Não costumo fazer isto, mas venha daí, e levou-me até à faculdade, e ela nem ia para aquela zona, fez o desvio porque há pessoas decentes no mundo

Nenhum comentário: