27 janeiro 2013

coeso

não usar a palavra muito quando não temos realmente a certeza
'gosto muito de cerejas'
sim?
'quer dizer, daquelas mais gordas, quando estão bem maduras, no pico do verão'
quer dizer a seguir ao muito a mim dá-me comichão na palma da mão, fico insegura, afinal é ou não é?, quando te digo que gosto muito de ti não há um quer dizer nem um pensando melhor nem um às vezes, é só assim, muito, eu gosto muito de ti,
irracional, irremediavelmente irracional, atracção química física metafísica astronómica universal explosiva, quero(-te) sempre mais e tu dizes sim, sim, muito, dás-me tudo a dobrar, enches-me o peito a cabeça a alma, passas-me as mãos no cabelo na cara no peito,
eu e tu encostados a um vidro, presos pelo olhar um do outro, conversando apenas por convenção, porque nos queremos tão bem que não precisamos falar sequer

Um comentário:

aNaMartins disse...

o quer dizer isso do muito? a dimensão das palavras e dos afectos, há coisas que não se explicam, vivem-se. beijinho