27 maio 2013

aniversário

tudo parece impossível, hormonas a atacar-me o choro, só quero é chorar, sabes, nem sei bem porquê e isso não interessa nada, deixar cair, gordas, uma a uma, depois quatro a quatro, depois fico com a respiração presa nos soluços da garganta, rímel num rio preto pelas minhas bochechas afora, sabe bem, de maneira sadisticamente estranha, sabe bem,
durante praí 3 segundos
depois respiro, inspiro, expiro, controlo, o último soluço pensa melhor e volta para trás, estás a falar comigo e eu continuo com vontade de chorar, mas menos, pouco a pouco vai desaparecendo, aparece-me o primeiro sorriso na cara, a gargalhada da tua piada criativa, e de repente,
já está
o meu dia de anos que parecia ter sido uma porcaria afinal foi bom, acabei-o com uma coisa boa dentro de mim, e é nisto que penso, és o tipo de homem que me dá a volta ao humor no meu dia de anos no pico do meu ciclo menstrual, opá, casa-te já comigo

Nenhum comentário: