25 julho 2013

voltar

voltar
de duas semanas de digressão pelo país com os treze mais queridos, duas cantorias em lisboa, uma muito boa outra muito má, ala para santo andré, pela nacional nunca mais lá chegamos, chegámos!, praia às nove da noite, nuvens de mosquitos nas minhas pernas brancas, imperial, casinha de sempre (podias ver abaixo a descrição, mas acho que esse texto já foi), correria para sines, concerto, chave do carro encravada, ai merda, siga para lagos, nacional à beira-mar, Aqui ninguém diormie!, diz o madeirense, vamos, vamos, casa, ala pràs ferreiras comer a melhor dourada da minha vida, concerto, bebida em excesso antes do outro, correu bem, mais um, em lagos, lacobrigense, lisboa lavar a roupa suja, guimarães e o pernil de peru da mãe da marisa, concerto - paço dos duques, válega, meia hora à espera no apeadeiro no meio do nada, concerto, dormir três horas em lisboa e primeiro vôo da manhã para a madeira, madeira!, que coisa linda, calor, mata atlântica como no brasil, bananas, licor de maracujá, poncha, ai jasus, concerto, volta à ilha, correria para o aeroporto, embarcar nos últimos três minutos, chegar a lisboa, segunda circular, bahh
voltar

Nenhum comentário: