28 maio 2017

olha!

voltei, por breves instantes, momentos efémeros, voltei, depois de reler isto tudo e de, sinceramente, ficar orgulhosa de mim própria, porque por mais ingénua, naïve, infantil que tenha sido - e quem não tem direito de o ser? - acho que escrevi coisas boas, coisas muito boas, frases que quero guardar, talvez seja por isso que ainda não apaguei isto aqui, nem que seja para ter um registo de mim própria, já que claramente a era é digital, uma espécie de diário digital parece-me apropriado,
ainda sou criança, se me comparar com os que casam, têm filhos, compram casas,
já não sou criança, se me comparar com os que ficaram, pago renda, tenho seguros mil, faço o meu próprio irs, e não há ninguém que o faça por mim,
a vida está boa, em cada ano sinto evolução, algumas coisas ficam para trás, ou, pelo menos, atrasadas, mas isso é em todas as fases de vida, acho,
achismos, achismos!
os amigos que ficaram são para valer e isso faz-me mesmo feliz, aqui são dez da noite e ainda é de dia, até já

Nenhum comentário: